A história de Itumbiara remonta ao início da década de 1820, quando ocorreu a construção de uma estrada passando sobre o rio Paranaíba, visando interligar Uberaba ao centro de Goiás. Com a grande concentração de habitantes no local, atraídos principalmente pela construção da estrada, uma resolução provincial criou um distrito, denominado Santa Rita do Paranaíba, em 1852. O nome "Itumbiara" tem origem tupi-guarani e foi uma sugestão do engenheiro Inácio Pais Leme, mentor da construção da estrada.

Itumbiara é considerado o portal de entrada do estado de Goiás, é o maior exportador do estado, devido à sua localização próxima a Minas Gerais e São Paulo, garantindo o escoamento da produção agrícola do sudoeste goiano através das regiões Sul e Sudeste. Seus principais pontos turísticos são o Rio Paranaíba, a Cachoeira do Salitre e a Ponte Affonso Penna, sendo esta última responsável por interligar os estados de Goiás e Minas Gerais, práticas de esportes náuticos são comuns na cidade.

O ecoturismo é o grande responsável pelo turismo de Itumbiara, um dos caminhos para o desenvolvimento da cidade, isso se caracteriza pelas vantagens competitivas da localidade neste quesito, com um destaque maior para o grande Lago da Represa do Rio Paranaíba. Na região do Lago da Represa do Rio Paranaíba encontros entre pescadores e equipes de pesca para a prática de pesca esportiva, fato que se tornou destaque em revistas especializadas que considera Itumbiara o 2º melhor lugar do Brasil para a pesca esportiva do Tucunaré. O rio também sedia modalidades esportivas aquáticas.

Ver mais